quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Hospital da Alemanha abre intercâmbio para médicos do Piauí


O maior e mais moderno hospital de referência em traumas e reabilitação da Alemanha vai receber médicos e estudantes de medicina do Piauí. A ideia é promover um intercâmbio que garanta a troca de experiências entre Alemanha e Piauí. O compromisso foi firmado depois de uma série de visitas realizadas na semana passada pela delegação do Hospital de Traumas de Berlim, o UKB.

Em passagem pela capital, os membros da delegação visitaram o Hospital de Urgências de Teresina (HUT) e o Hospital Getúlio Vargas (HGV). A visita foi intermediada pelo assessor de Relações Internacionais do Governo do Piauí, Uwe Weibrecht. Uwe também é presidente da ONG ProBrasil, que em 2009 firmou uma parceria com o HGV, garantindo a aquisição de equipamentos para a clínica dermatológica do Hospital, num investimento de quase R$ 131 mil.

De 2009 a 2011 essa parceria permitiu o atendimento de mais de 17 mil pacientes. No mesmo período foram realizadas 2.631 cirurgias. Em visita ao HGV, na última sexta-feira, dia 5, a comitiva alemã se reuniu com o secretário de Saúde, Ernani Maia e, dentre outros, com o diretor do hospital, Carlos Iglezias. Na ocasião o diretor-chefe do UKB, o médico Axel Ekkernkamp, ressaltou as estratégias adotadas no país para garantir assistência às vítimas dos acidentes de trânsito e reduzir as mortes.

Segundo ele, a dedicação ao paciente no pós trauma é um dos diferenciais. Axel também falou do seguro obrigatório contra acidentes da Alemanha, que hoje possui 72 milhões de contribuintes, atingindo 90% da população alemã. A companhia de seguros mantem uma rede de hospitais especializada em traumas e acidentes. O UKB está presente nessa rede e é hospital modelo de formação acadêmica. Metade dos ganhadores do Prêmio Nobel de Medicina da Alemanha passaram pela instituição

O hospital tem 550 leitos, 250 médicos e atende 45 mil pacientes na urgência. Dentro da proposta de intercâmbio científico, o diretor do UKB sinalizou também a intenção de enviar um dos médicos da sua equipe para trabalhar no Piauí e, se for necessário, ajudar a reduzir a fila de pacientes que aguardam hoje por uma cirurgia no HGV.

MORTES NO TRÂNSITO – Somente no Piauí, o número de vítimas fatais de acidentes no trânsito subiu de 3.461, no ano de 2006, para 6.121 no ano de 2010. Com as ações desenvolvidas na Alemanha – onde há 86 milhões de habitantes – foi possível reduzir para 3.900 o número de mortes por ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.